Momentos de Revolta #9: Quem não tem vida, que arranje!


Não percebo grande coisa de futebol, mas gosto muito de ver, sobretudo quando se trata da nossa seleção. Como boa patriota que sou - e com orgulho em sê-lo - sofro em todos os jogos, até ao último segundo, e apoio sempre os jogadores, goste ou não deles, sejam de que clube forem, porque são portugueses e, tal como eu, estão por Portugal. Até aqui, tudo tranquilo. 

Só que há coisas que me chateiam e nada têm a ver com o facto de termos falhado 3 penalties contra o Chile e abandonado a Taça das Confederações. Essas coisas têm só a ver com o público que, além de demonstrar uma enorme falta de patriotismo que a mim me faz confusão, só sabe apoiar quando ganhamos, porque quando perdemos chovem críticas e são todos uma valente porcaria (para não dizer outra coisa mais feia e ainda menos politicamente correta). Ora, primeiro critica-se que o Ronaldo nem se quer tenha batido nenhum penalty, depois criticam os jogadores que os foram bater, depois critica-se o guarda-redes, depois, com sorte, ainda há ali uma criticazita deixada para o Fernando Santos e depois, há bom português invejoso e permanentemente insatisfeito, volta-se a criticar o Ronaldo - que faltou ao aniversário do filho e teve de esperar para ver os filhos recém-nascidos - porque faltou ao jogo para se decidir o 3º e 4º lugar. 

Ora bem, minha gente, eu não percebo muito de futebol, repito, mas digo-vos: o Ronaldo, tal como todos nós, é humano e pode falhar; não é por ser o melhor jogador do mundo que é infalível. E, sendo humano, tem todo o direito de, uma vez na vida, por o seu trabalho para segundo plano em prol da sua família. Depois, é indiscutível, até para leigos, que ele é um jogador em ótima forma física, com altas capacidades futebolísticas e, ainda mais, com uma grande capacidade de liderança (como nos demonstrou há quase um ano atrás, na final do Europeu de Futebol). Se é verdade que ganhámos o Euro sem ele estar em campo? Sim, é verdade, mas ele estava fora das quatro linhas a dar um apoio que eu acredito ter sido fundamental para os jogadores. Se é verdade que garantimos o terceiro lugar na Taça das Confederações sem ele? Sim, é, mas isso só serve para nos provar que a seleção portuguesa não é assim tão má como os portugueses querem fazer parecer - caso contrário, não seríamos campeões da Europa. 

Enfim... Pela terceira vez neste post, eu digo: não percebo puto de futebol, mas gosto muito de ver e gosto muito de apoiar os jogadores e faz-me muita confusão que o Ronaldo, e não só, sejam alvo de críticas por tudo o que fazem e não fazem - como a cultura popular tão bem diz, são presos por terem cão e por não terem. Portanto, se não gostam da seleção e dos jogadores que a compõem, não vejam, mas também não critiquem, porque há muitos que falem mal, o que nós precisamos é de gente boa e positiva que veja sempre o lado melhor das coisas. E deixem lá o Ronaldo na vida dele, porque, tal como nós, ele tem direito ao descanso. 

{Quem não tem vida, que arranje!}

Comentários

  1. Nem sei o que é um jogo de futebol, ahaha. Fui habituada a ver, mas sinceramente não acho piada estar a ver pessoas a correr atrás da bola. Agora já sei que portugal não ganhou nada, obrigada :b

    Beijinhos,
    Dezassete

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah! De nada :P
      Obrigada eu pelo teu comentário, mesmo não gostando de futebol! Beijinhos

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Love Yourself

Feliz Natal! | 2016

10 Factos Curiosos sobre Harry Potter