Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2017

Como ter um Instagram organizado e apelativo?

Imagem
Olá, dreamers. Como estão?
Hoje venho aqui falar-vos de uma rede social, como já devem ter percebido pelo título, que é provavelmente aquela que me “rouba” mais tempo e a minha favorita. Além disto, o Instagram é uma das redes sociais mais utilizadas atualmente e cada vez é mais comum haver pessoas que se dedicam bastante para terem um feed bonitinho. Eu própria tento ter um feed organizado, embora não seja daquele tipo de pessoas que dedica horas a pensar nisso e que tira cada fotografia a pensar nisso. Contudo, eu sei que há muita gente que o faz, legitimamente, e, por isso, eu recolhi junto de mais utilizadores desta rede social (num grupo de Facebook chamado Instaholic) algumas dicas para que o nosso feed do Instagram pareça bonito, organizado e apelativo para os seguidores. Querem saber o que elas (sim, porque foram só meninas) me disseram?
Vou começar por dizer-vos como eu própria organizo as minhas fotografias, visto que, mesmo sendo uma leiga no assunto, eu tento ter um feed ape…

#23 - Como adotar um estilo de vida mais saudável?

Imagem
23ªDica (16 a 22 de julho) – Como adotar um estilo de vida mais saudável?
Cada vez surgem casos de pessoas com problemas de peso e com problemas de saúde bastante graves que derivam de uma má alimentação ou de um estilo de vida muito pouco saudável. Assim sendo, e porque eu não sou exemplo para ninguém no que toca a este tema, eu resolvi fazer as minhas pesquisas e compilei um conjunto de dez dicas que encontrei e que eu própria vou tentar por em prática. Vamos a isso?

1.Aumentem o consumo de água. Eu sinto-me culpada quanto a este tópico: não bebo tanta água quanto necessito e quanto gostaria. No máximo, devo beber meio litro de água por dia, o que é muitíssimo pouco, tendo em conta que devemos beber cerca de dois litros de água por dia. Mantermo-nos hidratados é fundamental, especialmente nesta altura do verão, visto que deixa a nossa pele mais saudável. 2.Tomem sempre o pequeno-almoço. Saltar uma refeição de tão grande importância como o pequeno-almoço é tudo menos saudável. São os …

Pele Atópica - o que é, quais os sintomas, recomendações e tratamentos

Olá, dreamers.
Hoje trago-vos uma publicação um bocadinho diferente, mais informativa, mas que me diz respeito de alguma forma e que o pode dizer também a vocês. Assim, eu achei que seria interessante falar-vos um bocadinho sobre este tema, quem sabe ensinar-vos algo mais.
Desde pequena que tenho um problema de pele chamado pele atópica e é sobre esse problema de pele que venho falar-vos hoje. É bastante comum, sendo que há pessoas que o têm sem saber, e, por isso mesmo, venho falar-vos hoje sobre o que é pele atópica, quais os sintomas, dar-vos algumas recomendações e falar-vos de alguns tratamentos.
- O que é a pele atópica? A pele atópica é uma condição cutânea que é bastante frequente nas crianças, mas que pode manifestar-se igualmente nos adultos, acompanhando-os durante toda a sua vida. Segundo a dermatologista Teresa Fiadeiro [fonte]: “Falamos da pele de alguém que sofre de atopia, uma alteração geneticamente determinada que predispõe o indivíduo a reagir com intensidade excessiva…

Divagações sobre humor e outras coisas

Imagem
Não sou uma expert em literatura, muito menos em humor. Contudo, considero-me culta o suficiente para dar a minha opinião acerca de um cronista/escritor e humorista, conhecendo minimamente o seu trabalho. E hoje é do Ricardo Araújo Pereiro que vos venho falar.
Este ano, li o livro A doença, o sofrimento e a morte entram num bar escrito por este humorista de 42 anos. O livro é, como o próprio Ricardo Araújo Pereira diz, “uma espécie de manual de escrita humorística”, no qual o autor procura mostrar que o humor não é uma parvoíce mas sim algo bastante respeitável. É óbvio que cada palavra deste livro está repleta de ironia e de um humor bastante inteligente, que, na minha opinião, é tão característico de Ricardo Araújo Pereira.

Desde pequena que cresci a ver o Ricardo Araújo Pereira na televisão, na altura nos Gato Fedorento, a fazer rir o público português e, sendo demasiado nova para o perceber totalmente, sempre gostei imenso dele. Hoje, um bocadinho mais velha e mais madura, continuo…

Momentos de Revolta #9: Quem não tem vida, que arranje!

Não percebo grande coisa de futebol, mas gosto muito de ver, sobretudo quando se trata da nossa seleção. Como boa patriota que sou - e com orgulho em sê-lo - sofro em todos os jogos, até ao último segundo, e apoio sempre os jogadores, goste ou não deles, sejam de que clube forem, porque são portugueses e, tal como eu, estão por Portugal. Até aqui, tudo tranquilo. 
Só que há coisas que me chateiam e nada têm a ver com o facto de termos falhado 3 penalties contra o Chile e abandonado a Taça das Confederações. Essas coisas têm só a ver com o público que, além de demonstrar uma enorme falta de patriotismo que a mim me faz confusão, só sabe apoiar quando ganhamos, porque quando perdemos chovem críticas e são todos uma valente porcaria (para não dizer outra coisa mais feia e ainda menos politicamente correta). Ora, primeiro critica-se que o Ronaldo nem se quer tenha batido nenhum penalty, depois criticam os jogadores que os foram bater, depois critica-se o guarda-redes, depois, com sorte, ai…

ACMA - 5 doces que não faltam na mesa cá de casa

Imagem
Olá! Como têm andado? Eu tenho andado ocupada, muito ocupada e também muito cansada. Daí a minha ausência no blogue e também a minha reticência quanto ao facto de participar este mês no projeto ACMA. Tenho andado com muito pouco tempo livre, porque tive exames até ao final de junho, e a escola tira-me a pouca criatividade que me resta. Contudo, eu gosto demasiado deste projeto e não queria mesmo ficar de fora, por isso estou a dar o melhor de mim para a publicação deste mês e espero muito que vocês gostem!
Já sabem como funciona o ACMA: todos os meses é dado um novo tema sobre o qual os participantes devem escrever, excluindo moda e beleza. O tema deste mês são festas/comemorações e é disso que vos venho fazer.


Eu sou uma pessoa particularmente gulosa – guilty! – e, para mim, se há coisa que não pode faltar nas festas cá de casa são boas sobremesas, algumas delas que eu própria cozinho, porque é algo que gosto de fazer e para o qual até acho que tenho algum jeito. Assim sendo, vou parti…