Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2014

Pobreza de Espírito

Sometimes people are beautiful. 
Not in looks.
Not in what they say. 
Just in what they are. 

Às vezes ponho-me a pensar sobre esta frase e chego à conclusão de que, por mais verdade que isto seja, as coisas não funcionam desta forma. A beleza e o estrato social são sempre mais importantes que tudo o resto, hoje em dia, e isso deixa-me triste porque faz perceber ao estado de pobreza de espirito a que este mundo chegou.


#3

Imagem
3ªDica (21 a 27 de setembro de 2014) -Exames & Métodos de Estudo
Boa noite! Prontos para mais uma dica? 


Antes de ir direta ao assunto, queria explicar o porquê de voltar a falar da escola, agora especificamente deste tema. Acontece que eu estou no 9ºano, ou seja, ano de exames - mas claramente isto é válido para toda a gente, até porque não é só no 9ºano que há exames. 
Então esta dica, como já poderam perceber, tem a ver com organização e métodos de estudo, porque, como sabem e agora falando apenas do 9ºano, os exames contemplam 3 anos: 7º, 8º e 9º, logo é imensa matéria para rever num curto espaço de tempo entre o final do ano e os exames - qualquer coisa como duas semanas. Então, o que eu aconselho é que usem resumos para estudar. Ou seja, ao longo dos 3 anos,vão fazendo resumos das matérias lecionadasenão os deitem fora,arquivem-nosnum dossier ou em capas de elástico, como vos der mais jeito. Assim, irão acumular a matéria dos 3 anos de qualquer das formas, mas assim terão a …

O sonho comanda a vida

Imagem
Sou uma sonhadora por natureza. Sonho muito, sonho alto e sonho sempre. E a coisa que mais odeio é quando me dizem que quanto mais alto sonhamos, maior é a queda. Eu sei que é verdade, mas se não sonharmos, o que nos resta? Uma vida terrena em que vivemos para trabalhar, a pensar no futuro que não sabemos se vai chegar? Não, eu não sirvo para viver uma vida assim.
Eu acredito que todos nós fomos criados com a capacidade de sonhar, mas depois depende de cada um querer usá-la ou não. Depende de cada um decidir se prefere viver uma vida sem mote ou se quer viver uma vida movida pela paixão e pelo sonho. Dizem que o sonho comanda a vida e eu realmente acredito que assim é.
É de sonhos que é feita a felicidade. Quem sonha, normalmente luta para alcançar os seus objetivos e concretizar os seus sonhos e, resultante disso, nasce a felicidade.

Não parem de sonhar. Não deixem que vos digam que não é bom sonhar e que não o devem fazer, porque mais tarde vão acordar e bla bla bla. Não! Sonhem …

Únicos & Especiais

Imagem
Acho que, como quase toda a gente no mundo, tenho uma grande sede de viajar. Mas mais que viajar só por si, tenho uma enorme sede de conhecer novas pessoas, novas culturas, novos lugares. Mas, além de tudo isso, eu quero levar comigo um pouquinho de cada sitio onde passo e deixar lá um pedacinho daquilo que sou. No fundo, é isso que faz os lugares: não apenas os monumentos ou edifícios, mas sobretudo as pessoas que os constroem e que por lá passaram. Porque se todos os locais são diferentes uns dos outros, isso deve-se ao facto de todas as pessoas que por lá passaram serem diferentes.

Eu, tu e todas as pessoas por esse mundo fora somos diferentes e especiais e fazemos tudo à nossa volta parecer-se com aquilo que somos. É essa a nossa função neste mundo: deixar um pouco de nós em tudo aquilo que gostamos.

O Sol chega sempre

Imagem
Ter um bom dia ou um mau dia depende de cada um de nós.

A chuva deprime-me. É tudo tão cinzento que eu própria começo a ver tudo dessa cor. A ver aquelas coisas que achava más mas que suportava de uma forma negra. Isso não é saudável. Mas nós podemos combater esses ataques de tristeza e os dias maus. Mesmo quando a nossa vida é um caos e tudo nos corre mal, há sempre alguma coisa, por mais pequena que seja, que nos faz sorrir e sentir bem. É nisso que temos de pensar em todos os dias de chuva. É nisso que temos de pensar em todos os dias em que nos parece tudo demasiado negro.

Há que acreditar que o Sol chega sempre, não importa o tamanho das tempestades.

#2

Imagem
2ªDica (14 a 20 de setembro de 2013) – Dica Musical

A dica desta semana será um pouco diferente da anterior, mas essa é a ideia. Eu quero que as dicas que vos vou dar sejam sobre temas variados e sejam diferentes. Bem, a desta semana, como o titulo indica, é uma Dica Musical. Será relativa aos meus gostos, como é óbvio, mas como é uma dica, vocês só a seguem se assim acharem que o devem fazer. 

Venho aqui falar-vos, portanto, de um cantor que aprecio imenso e que acho que deveria ter bastante mais reconhecimento que aquele que tem, pois é bastante talentoso e multifacetado. Ele compõe as suas próprias músicas e compõe para outros artistas, ainda atuando na perfeição com o seu enorme talento. E o nome é… Ed Sheeran. Talvez muitos de vocês o conheçam, mas se fosse fazer uma sondagem por esse país fora, tenho a certeza que iria obter muitas respostas ‘quem?’ à pergunta ‘O que acha do Ed Sheeran?’.
Uma das coisas que eu mais gosto nas músicas do Ed Sheeran é a calma que transmitem. Claro …

#1

Imagem
1ªDica (7 a 13 de setembro de 2014): Regresso às aulas


Muitos de vós já estão de regresso à escola, outros como eu só regressarão na próxima semana. Como tal, achei por bem que a primeira dica fosse exatamente sobre esta temática. Bom, esta primeira dica é baseada em algumas “regras” que vocês devem seguir para que o ano vos corra da melhor forma.
- Algo que eu faço sempre, e que tem resultado, é ter tudo organizado de uma forma que me seja fácil de estudar. Ou seja, passo a explicar: terem sempre o vosso horário “à mão de semear”, para que saibam sempre que aulas vão ter no dia seguinte; terem os vossos cadernos/dossiê organizados segundo as disciplinas, nunca misturando nada; ter um local onde guardem todas as fichas e resumos que vos forem dados. Isto são apenas alguns exemplos. Com uma boa organização, é claramente mais simples de estudarem e organizarem o vosso tempo dedicado a cada disciplina.
- Depois, NUNCA estudem nas vésperas. Eu já tentei fazer isso e é horrível, porque fic…

Era uma criança

Imagem
(este texto foi inspirado num tema que a Kika Gonçalves, autora do Chamam-me Pequenita, me deu; espero que gostem)


Lembro-me de que sempre fui reguila. Não é bem lembrar, porque quando somos pequenos não temos noção do que fazemos, mas é assim que os meus familiares me descreviam. Era para ser um rapaz, dizem os meus pais, convencidos de que isso possa ser uma explicação. Mas sei que também era mazinha. Contam-me que rasguei uma folha de um livro da escola da minha irmã e que lhe dei com uma vassoura na cabeça. Acho graça a isso. Não ao facto de lhe ter rasgado o livro ou dado com a vassoura na cabeça, mas no facto de me comportar como está já estereotipado. Irmãs/irmãos não foram feitos para serem amigos durante a infância. Há que pigarrear, discutir, acusar, fazer birras… Afinal, o que é a infância sem tudo isso?

Tenho saudades. Não de ser reguila, porque como disse era demasiado pequena para ter noção de tal coisa, mas de ser criança. De poder fazer todas as asneiras e no fim ser semp…

Outra Vida (2)

Imagem
Como tinha prometido antes de ir de férias, vou partilhar algumas fotos convosco. :)

Fotografias:



(Aachen, Alemanha)





(Düsseldorf, Alemanha)







(Cortejo de 3ªfeira das Kirmes de Neuss, Alemanha)

(Igreja de Neuss, Alemanha)

(Vista do voo de regresso: Eindhoven [Holanda] - Porto [Portugal])

Outra vida (1)

Há sempre aquela curiosidade de saber como é o quotidiano daquelas pessoas que nos são queridas e que nem sempre estão do nosso lado, todos os dias. Como é a vista que têm todos os dias quando acordam. Como é o clima. Como são as pessoas e os seus costumes. Como são as festas, as músicas, as danças, as vozes. Como é viver num local onde a língua, os costumes e as pessoas são diferentes e, tantas vezes, desconhecidas. Aquela curiosidade de saber como é sentirmo-nos perdidos num sitio onde todos são tão diferentes de nós.
E eu descobri isso nesta semana que passou. Visitei a Alemanha e descobri como é a vida de algumas pessoas de quem eu tanto gosto e que vivem tão longe de mim.
A observação geral feita é que se nota que estamos noutro país, num país diferente. As pessoas falam uma língua, no mínimo, estranha; têm caraterísticas físicas bem diferentes das nossas e que se notam a léguas de distância; têm hábitos tão diferentes (e alguns bem mais saudáveis)…
Acho que é um país movido …

É suposto ser assim?

Imagem
Estou farta de amar alguém que outrora me deu esperanças, me disse amar e que agora fugiu de mim. Estou farta de amar alguém que me ignora. Estou farta de passar noites em claro por alguém que vive bem sem mim. Estou farta de passar dias e dias com a cabeça nele e saber que ele se está a marimbar para mim. Acabou. Estou farta. Estou cansada. Não vou remar mais contra a maré. Chega a uma altura em que as forças se esgotam e as esperanças se perdem. Eu sei que ninguém disse que o amor seria simples, mas nunca disseram que era insuportável a este ponto. Acabou. Para mim, o amor acabou. Já me deu demasiadas dores de cabeça. É suposto ser assim?