Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2014

Obrigada

Imagem
Quando desafiada pela minha melhor amiga (Chamam-me Pequenita) a escrever sobre uma mudança que tenha sido crucial na minha vida, pus-me a pensar sobre o assunto.
Eu nunca fui de mudanças bruscas, não há nada na minha vida que durante o correr da mesma tenha mudado drasticamente e que me tenha feito mudar também. E eu acho que o termo certo não é mudar, mas sim crescer. Mas voltando ao tema que me lançou, fui revirar a minha cabeça e não encontrei nada de especial. Mas encontrei um momento, uma altura em que me senti a mudar, a amadurecer, a crescer. E associada a essa época vem a amizade dela e a altura em que se tornou na minha melhor amiga. Foi numa altura da minha vida em que já não acreditava nessa coisa de melhores amigas muito menos para sempre. Estava muito desiludida com uma pessoa que outrora tinha sido muito importante para mim e desacreditada quanto a verdadeiras amizades. E ela caiu na minha turma. Eu já a conhecia, através de uma outra amiga, mas era daquelas pessoa…

Somebody needs help!

Boa tarde!

A minha atividade aqui no blog tem descido, eu sei disso e peço imensa desculpa, mas tenho andado sem inspiração. Por isso mesmo, este post terá dupla função.

Queria pedir-vos que deixem ideias para textos. Podem ser temas, textos de outras pessoas em que queiram que me baseie ou que responda... Qualquer coisa, eu preciso é de ideias e conto convosco para isso! Por favor, não me ignorem neste pedido, ando mesmo necessitada de ajuda e inspiração.

Agora é a parte boa para vocês. Têm um blog e querem projetá-lo? Falem comigo através do meu e-mail (inestomlinson5@gmail.com) ou mandem mensagem privada para a página com o link e depois farei um post para partilhar os blogs e partilhá-los-ei também na página.

Pronto, e é tudo! Ajudem-me a mim e eu ajudo-vos a vocês. Um bom negócio, hã?
Até à vista, sonhadores!

Inês

'M de Magicar'

Boa noite ♡

Vinha pedir a todos vocês que deixassem o vosso 'gosto' num novo projeto no qual estou inserida. É um projeto de bijuteria e espero que todos gostem. 

M de Magicar

Montanha Russa

Imagem
Sou emocionalmente instável por natureza e desde que chegaste à minha vida só pioraste essa minha «forma de vida». Eu já chorava por tudo e por nada, fazia tempestades num copo de água e cada coisinha menos boa que acontecesse na minha vida fazia-me sentir um turbilhão de emoções, mas desde que chegaste eu sinto isso a agravar-se seriamente. Tu fazes-me sorrir, rir às gargalhadas, mas também me fazes chorar e desesperar.
Tu entraste na minha vida há já algum tempo, mas a forma como apenas reparei em ti há alguns meses atrás foi completamente inesperada. O teu sorriso e as tuas piadas completamente estúpidas, fizeram-te interessante ao meu olhar. Cada gesto nosso, ainda que completamente irrefletido, parecia aquecer o meu coração, mas agora que a distância se impôs nada mais parece ligar-nos – nem os sentimentos que nutrimos. Sinto-me perdida, afogada nos meus próprios sentimentos e apenas gostava que me viesses salvar de tudo isto. Que me abraçasses e me deixasses chorar no teu omb…

Refleções

Há dois meses, escrevi um texto sobre perdas e comentei que apenas sabia o que era a perda de um ídolo. Hoje, depois de algum tempo passado, preparo-me para me falar de a perda de alguém que me era bastante próximo, um familiar. Não vou contar como tudo se passou: primeiro porque é algo privado e depois porque não é o meu objetivo deste texto.

Quero transmitir-vos uma pequena e curta mensagem:
- Não tenham medo de dizer às pessoas que gostam delas. Se algum dia as perderem, ao menos, terão a certeza de que essa pessoa sabia a amavam. É a melhor lição que vos posso dar e só vos peço que reflitam sobre ela.

Desculpem o fraco texto, prometo que terei algo melhor em breve.

Cada Um Mostra O Que Sente À Sua Maneira

Imagem
Somos teimosas. Discutimos frequentemente, embora agora menos que há uns anos atrás. Brincamos uma com a outra. Dizemos coisas estúpidas que só nós entendemos e que deixam os nossos pais a olharem-nos de lado. É raro o jantar em que o coro não se faz ouvir e quanto mais estúpidas forem as músicas, melhor. Agora ‘saímos’ mais vezes juntas, procuras incluir-me um pouco mais na tua vida. Deixas-me conhecer os teus amigos e até já confias o suficiente em mim para sermos amigas no Facebook. Trocamos mensagens, por mais básicas que sejam. Falamos sobre (quase) tudo. Suportamos dramas familiares juntas. Chamamo-nos à razão quando assim tem de ser. Partilhamos roupa, livros e, por vezes, cama e até já nos perguntam se somos gémeas, ao que nós rimos como resposta e já nem nos importamos tanto como queremos mostrar. Somos mais unidas agora e eu tenho orgulho do percurso que temos feito.
Passámos de duas pessoas que discutiam todos os dias por tudo e por nada, que quase nunca estavam juntas, a se…