19 março 2017

10 Factos Curiosos sobre Harry Potter

Olá, dreamers.

Antes de começar este post, tenho de perder alguns segundos a pedir-vos desculpa pela minha ausência. Ultimamente, não tenho tido tempo nenhum para respirar. Entre aulas, estudar em casa, treinos de dança e escuteiros, pouco é o tempo que me resta e esse tempo eu passo-o a descansar ou com a minha família. E, por vezes, por mais que queira utilizar esse tempo para preparar coisinhas para vocês, sinto-me tão cansada que não consigo. Por isso, peço-vos desculpa pela minha ausência e por não vos ter avisado. De qualquer das formas, se seguirem o Instagram do blogue (@dreamcatcherblog2) eu vou dando notícias e avisando, mais ou menos, regularmente do que se anda a passar na minha vida, quer pelo Instastories quer mesmo no feed.

Agora sim, vamos finalmente passar ao assunto deste post. Não sei se vocês sabem, mas eu sou uma grande fã de Harry Potter e gosto sempre de saber mais coisas e pequenas curiosidades. Recentemente, graças à Kika, do blogue Chamam-me Pequenita, descobri no Pinterest (podem seguir-me aqui) vários factos curiosos e desconhecidos sobre a saga, as suas personagens e sobre a autora. Como alguns de vocês aí desse lado podem igualmente gostar de Harry Potter, decidi partilhar dez dos factos que encontrei convosco. Espero que gostem!


  1. O final do sétimo livro, Harry Potter e os Talismãs da Morte, foi escrito antes do segundo, do terceiro, do quarto, do quinto e do sexto livro serem escritos. [créditos]
  1. Charlie Weasley é o único Weasley que aparece nos livros e não aparece nos filmes. [créditos]
  1. Originalmente, o Ron Weasley era uma personagem que dizia muitas asneiras, mas a editora da J. K. Rowling não a deixou usar essa linguagem por causa de os leitores serem muito novos. [créditos]
  1. O Daniel Radcliffe, o Rupert Grint e a Emma Watson não tinham visto o Grande Salão até filmarem a cena do Chapéu Selecionador, então o choque foi real. [créditos]
  1. Todas as poções que o elenco bebia eram, na verdade, sopa. As favoritas eram de cenoura e de coentros. [créditos]
  1. A J. K. Rowling disse que a Bellatrix Lestrange estava apaixonada pelo Voldemort. [créditos]
  1. Só o Alan Rickman, o ator que representou o Professor Snape, soube o destino da sua personagem antes do lançamento de “Harry Potter e os Talismãs da Morte” porque J. K. Rowling lhe disse. [créditos]
  1. Oliver Phelps só conseguiu gravar 5 takes da cena da morte do Fred. Ver o seu irmão a fingir-se estar morto foi emocionalmente exaustivo para ele. [créditos]
  1. Originalmente, J. K. Rowling planeou matar Arthur Weasley em “Harry Potter e a Ordem da Fénix”, mas decidiu trocar pelo Sirus Black. [créditos]
  1. Durante o decorrer dos filmes de Harry Potter, seis atores representaram o papel de Voldemort. [créditos]
E pronto… foram estes os factos que considerei mais interessantes. Apesar de tudo, não tenho a certeza se serão verdadeiros, embora os tenha visto em vários sítios diferentes. Contem-me: gostam de Harry Potter? Já conheciam estes factos? Que outros factos curiosos conhecem?

Espero que tenham gostado.

Beijinhos,
Dreamcatcher

01 março 2017

#22

21ªDica (26 de fevereiro a 4 de março de 2017) – Como ter uma postura correta?

Infelizmente, hoje em dia, há cada vez mais pessoas com problemas a nível ósseo, nomeadamente da coluna, e cada vez mais pessoas mais novas. E eu própria me enquadro nesse grupo. Isso acontece porque, desde muito jovens, que adotamos posturas erradas enquanto estudamos ou enquanto estamos no computador ou até mesmo a caminhar e todos esses pequenos erros que cometemos sem nos apercebermos podem ter consequências muito graves. Acreditem que sei do que falo porque, apesar de ter apenas dezasseis anos, já tenho imensas dores nas costas que trazem um enorme desconforto e que podiam perfeitamente ser evitadas se eu tivesse uma postura correta.

Assim, o tema da dica desta semana é exatamente esse: dicas para conseguirmos ter uma postura correta que beneficie a nossa saúde ao invés de a prejudicar. Tendo em conta alguns conselhos que já me deram e algumas coisas que pesquisei, reuni um grupinho de conselhos relacionados com esta temática que vou partilhar convosco. Espero que vos sejam úteis.

  1. Enquanto estiverem a trabalhar, a estudar ou no computador mantenham as vossas costas encostadas à cadeira e ambos os pés apoiados no chão, com as vossas pernas a formarem um ângulo de 90º. Meninas, principalmente, que, como eu, gostam e têm o hábito de cruzar a perna têm de se desabituar, porque prejudica bastante a nossa coluna.
  1. Enquanto estão de pé, apoiem o vosso peso nos dois pés, evitando descair e fazer mais força sobre um dos pés.
  1. Não usar malas muito pesadas num só ombro. Às pessoas que usam mochila, nomeadamente para a escola, carreguem-na nos dois ombros.
  1. Aprendam exercícios de alongamento que vos ajudem a esticar os músculos e facilitam uma postura mais correta.
  1. Evitem dormir de barriga para baixo, sendo a posição oposta a preferencial.
  1. Se sentirem os vossos músculos bastante rígidos ou tiverem dores muito fortes, optem por fazer cerca de 30 minutos de calor na zona afetada, seguidos de uma massagem com uma pomada/creme para as dores.
  1. Quando se baixarem, para pegar em alguma coisa, por exemplo, façam-no de joelhos dobrados, pés afastados e abdómen contraído, sem inclinarem as vossas costas para a frente.

Estas foram as dicas mais importantes que encontrei e que eu acho que são muito simples de realizar. Falando por mim, que estou a tentar cumpri-las, a adaptação a esta nova postura não é fácil. É desconfortável, pode causar algumas dores pela falta de hábito e exige bastante concentração da nossa parte, mas a longo prazo tornar-se-ão um hábito e vão trazer muito mais saúde às nossas costas.

Espero que tenham gostado e espero ter-vos sido útil.

Beijinhos,

Dreamcatcher

27 fevereiro 2017

Determinação - divagações de início de semana


Não era suposto sair um post hoje, mas eu queria deixar algo para vos deixar bastante motivados para a semana que vai começar... Além disso é algo mesmo pequenino, só para vos desejar um ótimo começo de semana! Espero que gostem!

Determinação (substantivo feminino) - expressão da vontade; decisão, resolução; firmeza. (adaptado de Dicionário Completo Língua Portuguesa, Texto Editores)


22 fevereiro 2017

#21

Há já algum tempo que pretendia trazer-vos esta dica, mas tenho tido tão pouco tempo que acabei por adiar. Mais ou menos tarde, acabou por chegar!

Ultimamente, tenho descoberto uma voz que tem ganho cada vez mais relevo no mundo da música e que tenho estado a adorar: Alessia Cara. De certo que este nome não vos é estranho e caso não conheçam o nome conhecem, de certeza, uma ou duas músicas. Seja como for, para os que não conhecem, trago-vos hoje uma pequena apresentação desta jovem cantora e alguns dos seus temas mais conhecidos. Vamos a isto?


Alessia Cara é o nome artístico da cantora e compositora Alessia Caracciolo, uma jovem canadiana de 20 anos. O seu percurso artístico começou com covers no Youtube, aparecendo depois em diversas estações de rádio. Em 2015, assinou o seu primeiro contrato, lançou o seu primeiro single, denominado Here, e o seu primeiro álbumKnow-It-All – saiu no final desse mesmo ano. Em 2015 ganhou o seu primeiro prémio na categoria Original Song dos Streamy Awards e em 2016 ganhou os prémios Breakthrough Artist of the Year e Single of the Year dos Juno Awards.

Algumas das suas canções mais conhecidas são:

Here



Wild Things



Scars To Your Beautiful



How Far I'll Go


E foi esta a dica desta semana – desta vez, dei-vos a conhecer uma jovem cantora que, na minha opinião, tem imenso talento. Espero que tenham gostado! Peço desculpa por não ter sido um post muito elaborado, mas como vos disse ando sem tempo e foi o que consegui preparar. Desculpem.

Beijinhos,

Dreamcatcher

 

16 fevereiro 2017

ACMA - Quantos sentimentos cabem na palavra escutismo?

Olá! Mais um mês implica mais uma participação no ACMA – A Cultura Mora Aqui. Já sabem que qualquer informação que queiram sobre o projeto basta lerem o primeiro post (publicado em Outubro) e/ou contactarem a impulsionadora deste projeto - a Ju, do Cor Sem Fim. Sem mais demoras, vamos iniciar o texto deste mês cujo tema é sentimentos e cujo desafio é fugir do básico, do comum e tentar ser original e inovar. Vamos ver o que sai daqui?


Muitos de vocês provavelmente desconhecem este facto sobre mim, mas há cerca de ano e meio que sou escuteira do CNE (Corpo Nacional de Escutas). Tenho também a certeza de que a maioria das pessoas pouco sabe sobre escutismo e pouco se interessa também, mas não é disse que vos venho falar hoje – até porque ainda sei tão pouco sobre este movimento tão incrível. Hoje venho aqui falar-vos de todos os sentimentos que despertaram em mim durante este ano e meio.

Há muito tempo que tinha um conhecimento próximo deste grande movimento, visto que a minha irmã é escuteira há vários anos, mas, tal como todas as pessoas que estão do lado de fora, não tinha noção da imensidão que é o escutismo. E, mais que isso, não tinha a noção da imensidão de sentimentos que aprendemos com os outros e com a convivência; sentimentos que despertam em nós sem que tenhamos a consciência de tal.

Sem dúvida que um dos mais importantes valores que o escutismo me deu foi a partilha, de tudo: sentimentos, pensamentos, coisas físicas. E dessa partilha advém um sentimento incrível que é o sentirmos que pertencemos a algo, que somos um grãozinho de areia que faz parte de um areal e que tem a sua função. Além disso, é incrível sentir que temos valor, que podemos fazer algo em prol dos outros e que podemos e devemos tentar deixar o mundo um pouco melhor que aquilo que o encontrámos – o que, pessoalmente, me traz um sentimento de esperança e alento de que o mundo não está perdido e que todos nós podemos contribuir um bocadinho para o tornar num sitio melhor. 

E sabem o que é que também é incrível no escutismo? Aquele momento em que acordam, abrem a porta da tenda ou, simplesmente, saem do vosso saco-cama, e vêem uma paisagem linda em frente a vocês. Esse momento recorda-me do quão bom é viver. Sem dúvida que o escutismo me tem proporcionado momentos incríveis e me tem dado a possibilidade de conhecer sítios lindos que, por vezes, estão mesmo em frente a nós e nem sabemos que eles existem.


Algo muito importante que o escutismo me deu foi amizades. Pessoas com quem partilhamos tendas, brincadeiras, raids, fogos-conselhos. Pessoas com quem podemos fazer figuras tristes, rir, chorar, que nos vão compreender porque estão na mesma caminhada que nós. São essas pessoas que nos fazem perceber, a nós, os que entraram mais tarde, que já passaram por aquilo que nos passamos – o medo do desconhecido, as dores que às vezes sentimos, o cansaço que aparece depois de um longo dia. Contudo, todos esses sentimentos menos positivos permitem-nos crescer enquanto cidadãos do mundo e enquanto escuteiros e fazem-nos sentir que vale a pena. E é nesses momentos que nos sentimos também protegidos, de algum modo, porque naquele sitio todos nos compreendem e somos todos iguais, com os nossos defeitos, medos e fragilidades.

Como já disse, provavelmente, a maioria de vocês não vai conseguir compreender as palavras que aqui proferi, mas espero ter-vos deixado com uma ideia bastante positiva acerca do escutismo. Espero ter-vos deixado curiosos, quem sabe, para conhecer e procurar mais acerca deste movimento mundial. Alguma dúvida, podem perguntar e eu responderei de bom grado. Gostava também que se houver algum/alguma escuteiro/a aí desse lado que se acuse, que eu gostava muito de vos conhecer.

E foi este o textinho deste mês! Espero que tenham gostado. Caso queiram participar neste projeto, podem enviar um e-mail à Ju (corsemfim@gmail.com), a fim de saberem mais informações. Posso já adiantar-vos que não falamos sobre moda, beleza ou maquilhagem neste projeto e que não é de participação obrigatória todos os meses.